12.2.10

No. 87 - Gosto dos mascarados


Primeiras 24 horas em um mundo novo.

Salvador, Bahia.

Cheguei as 19h horário bahia 20h horário brasilia
chegamos do dce da ufba, nosso cafofo para o carnaval, gentilmente cedido com carinho, e escolhido pelo recente síndico de janeiro, o gaúcho de sarandi, palhaço afilhado da aspi, era quase umas 22h horario bahia, isso porque conseguimos carona com a baiana mais baiana daqui!

Depois desse caminho itapoã, federação, descemos pro circuito barra ondina. Assim que devidamente compramos nossas máscaras do ambulante com mil cores no varal.

entramos entre cordeiros que firmemente seguravam a corda azul. que nos protegia nao sei ainda do que.
Quando eu vi, o trio era mais que tres coisas, era algo muuuito grande, com uma banda inteira em cima, lados e traseira e frente de puro megas alto falantes, e pessoas coloridas e fantasiadas na ponta, cantando tudo e mais um pouco do ritmo carnavalito.

E as fantasias se espalharam pelo asfalto. literalmente e subjetivamente.

sim, era um bloco aberto pro publico, se entrasse de fantasia.
e um publico especial escolheu esse espaco.
nunca vi tanta melanina linda. e se amando. do mesmo biotipo e genero inclusive.


amanhecendo dormi nos colchonetes do dce, sobre minha canga do brasil, corpo quente.
acordei, banho frio denovo.

e a pouco vim do banheiro, de um suor frio após resultado da comida mais baiana da bahia, de dona lili, na ladeira aqui do lado.

e nunca tinha ocupado tanto o espaço que a descarga libera...

Meu estomago
Meus olhos
Minha cor
vao se acostumar.

porque
minha energia
meu sorriso
já sabiam que eram baianos!

até quarta feira de cinzas.

Bahia, salvador. 14:14