11.5.14

No. 128 - Gosto de ser filha

Um mês
E meus pais vão indo
E já vou sentindo falta
da presença dessa nona
que tanto me ajuda, me ensina
me acorda para a vida
me deixa dormir...


 Aquela que ao me deixar ser mãe
me faz ser mais filha
Admirar, honrar e agradecer
seu jeito
CARINHOSO
BONDOSO
CUIDADOSO
MARAVILHOSO
Que tanto quero aprender a ter...








Só ela sabia acalmar minha nova filha
Já nos primeiros dias
Um cheiro, um jeito, um colo
Que nem eu conseguia ainda...









E de brincar e alimentar minha outra filha
Que havia momentos
Que só a nona ela queria
Para ao seu lado estar...








E agora a distância vai deixar
 Saudade e Carinho
Para daqui uns tempos
Num reencontro
a Mãe Divina nos abençoar.


 Dois Vizinhos, 22 de abril de 2014. Escrito entre uma mamada e outra, e enquanto eles preparavam suas malas e trouxas...

Digitado hoje, dia 11 de maio, às 6 da manhã, entre uma mamada e um soninho, enquanto inicia o dia das Mães, e assim venho homenagear minha mãe e minha irmã. É o dia das mães do calendário oficial, mas no real, prático, espiritual, todo dia, noite, madrugada, mamães celebram sua divina missão!
E ao honrar minha mãe querida, extendo esta celebração à minha nona e minha avó e às suas mães e assim por diante... amor amor no sagrado feminino... o que me leva então a agradecer aos homens da minha vida, àquele que me gerou, e àquele que me permitiu gerar, e ser abençoada com filhas mulheres dentro deste círculo de afeto sem fim!

11.11.11

No. 127 - Gosto desta espera


Teresa sempre pensou no tempo...
e agora o vive...

vive o tempo vivo
vida com tempo
dentro do corpo
vivo

9 meses, 40 semanas, ou menos, ou mais
tanto faz
já não mede pelo relógio
sente pelo ventre...

Teresa vive, e o que interessa
é a vida
vida dentro de nós

Teresa é nós... nós de amor
Teresa e Benjamin...
Bolhas de sabão

Vidas de quem
o tempo vai levar
e vai ensinar
a estar...

presentes como um presente de Deus...

Teresa e Benjamin,
Gisele e Diogo,
nomes para um casal
para amor, amor, amor...

e se o tempo agora é o resto da vida
que o resto da vida comece logo!

9.10.11

No. 126 - Gosto de blogs


Resolvi ver meu blog... depois de certo tempo longe dele... e descobri que outras pessoas companheiras de escrita, também abandonaram os deles um pouco...

por mim, pensei que era pelas minhas mudanças de vida, ritmo.. pelo meu blog de pesquisa www.narizvermelhopesquisa.blogspot.com, sei lá...

mas acho que é um sintoma do facebook, que acaba suprindo nossa vontade de compartilhar nossas sensações, mas que por um lado deixa tudo mais simples, curto, ou seja, menos poesia, menos pensar se publica ou não esta postagem, que foto colocar ou não...

hoje coloquei uma foto, amanha coloco outra, sem problemas... aqui não, eu conto cada postagem, coloco o que me toca.

Pretendo entao me lançar o desafio de voltar a compartilhar aqui um tanto da minha vida.

E o mais interessante, a última postagem foi dia 22 de junho... uma semana de algo novo se concretizando DENTRO desta alma crônica!

no próximo post eu falarei disso, agora tenho que ir divulgar este post no meu face ;)///

22.6.11

No. 125 - Gosto de ser



"Sou o que sou no que estou sendo"
Cecília Meireles


e eu, que sou?
sou, não sou?
estou, cheguei.

é uma viagem...
um aprendizado constante!

mas to cansada de usar cinto de segurança!


(Video com música New Soul... uma junçao de imagens de meus primeiros meses em Curitiba... a edicao fiz em homenagem a minha amiga Nathi... 2009)

29.5.11

No. 124 - Gosto de Teresa XVI


Teresa
num terno momento
esquece do tempo

Teresa lembrou de um
outro elemento
melhor que o relógio
para ver as marcas do tempo

sem minutos
ou tiquetaques

Teresa resolveu se olhar
no espelho

E o terno momento
se viu eterno.

28/mais/2011
escrito no Prabhat
foto de Barbados - PR